terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Jornalismo móvel no G1


O portal de notícias da Globo, o G1, vem se utilizando de tecnologias móveis digitais na sua cobertura jornalística móvel. Com o uso de celulares e notebooks os repórteres postaram em tempo real nesta terça-feira (dia 4/12), direto do Senado Federal, as notícias da votação do processo de cassação do senador e presidente do Senado, Renan Calheiros. Os selos "blog ao Vivo" e "as coberturas do G1 em tempo real" identificavam a atualização contínua e instantânea de "pílulas" de notícias sobre o andamento do processo. Outro elemento de identificação da cobertura ao vivo é uma imagem à direita com um notebook e um celular.



Gradativamente os portais de notícias vêm incorporando a prática do jornalismo móvel na sua produção jornalística. Isto deve em breve se tornar mais comum do que se imagina. Evidentemente que situações de eventos de grande repercussão como acidentes, conflitos, futebol, crises políticas e econômicas, o uso de tecnologias móveis digitais para noticiar diretamente do local torna-se mais adequado para mobilização de coberturas nesse formato.
Dois pontos são importantes destacar: 1. O atual desenvolvimento de tecnologias móveis digitais com capacidade de múltiplas funções para a produção jornalística (edição de textos, fotos, vídeos) presentes em dispositivos como o smartphone; 2. Uma nuvem de conexão sem fio que se forma pelos lugares mais remotos através de wi-fi, wimax, GPRS (das operadoras de celular) e o surgimento da banda larga de terceira geração 3G. Observa-se que o jornalismo móvel se desenvolve rapidamente.
Leia mais sobre o assunto em posts anteriores desse blog:

Um comentário: